Table Partners

Consultoria de estratégia e liderança

A máquina de criatividade secou?

Para uma companhia que se orgulha de fazer nada menos do que o melhor computador pessoal do mundo, liderar a revolução da música em formato digital, ter reinventado o telefone celular e estar definindo o futuro da mídia e da computação portátil, a Apple trouxe boas notícias para os seus investidores em março.

Como a Apple se define:

“Apple designs Macs, the best personal computers in the world, along with OS X, iLife, iWork and professional software. Apple leads the digital music revolution with its iPods and iTunes online store. Apple has reinvented the mobile phone with its revolutionary iPhone and App Store, and is defining the future of mobile media and computing devices with iPad.”

Não é o iPad3. São os dividendos

Eu não estou falando do lançamento do iPad 3. No dia 19 de março, a Apple anunciou um programa de distribuição de dividendos e recompra de ações que deve totalizar USD 45 bilhões em 3 anos. Os dividendos serão de USD 2.65 por ação.  O último dividendo da Apple, de 12 centavos de dólar, foi distribuído em 6 de outubro de 1995. A Internet comercial estava nascendo nesta época, com o lançamento do navegador Mosaic.

Growth or Dividend Stocks

Desde então, a Apple, mesmo tendo altos e baixos, era o que chamávamos de growth stock. O investidor compra ações da empresa esperando que ela reinvista seus lucros e faça o negócio (e suas respectivas ações) valer ainda mais no futuro. Muitas empresas de tecnologia, em mercados com fortes perspectivas de crescimento, adotam esta prática. Os opostos das growth stocks são as dividend stocks, ações de empresas, como concessionárias de serviços públicos de mercados maduros, que não possuem tantas oportunidades de crescimento, mas possuem um fluxo de caixa crescente e estável. Normalmente, elas distribuem uma parcela significativa dos lucros em forma de dividendos.

Na teoria financeira, a política de dividendos não deveria fazer nenhuma diferença no retorno da ação. Na prática, há fundos que preferem dividendos, outros que preferem crescimento. Outros que valorizam o retorno total para o acionista.

Muitos analistas não gostam da prática de não distribuir dividendos por dar muita margem para os executivos e controladores da empresa investirem em projetos de menor retorno para os acionistas. Não podemos fazer esta afirmação sobre a Apple. A Apple é a empresa de maior valor de mercado do mundo, fruto dos investimentos em produtos e serviços realmente inovadores como o iPod, iTunes, iPhone e iPad. Sua ação hoje vale mais de USD 600, sendo que há 3 anos valia menos de USD 100. A APPL estava cotada a $639 em 9 de abril de 2012.

Ação da Apple em relação ao índice da NASDAQ

APPL

Fonte: Apple

No anúncio ao mercado, TIm Cook, o CEO da Apple, disse que, mesmo investindo em novos produtos e realizando outros movimentos estratégicos, a Apple deve continuar com uma grande sobra de caixa. Os números da empresa explicam esse argumento, houve um aumento de 48 bilhões de dólares na posição de caixa desde 2009. $31 bi só em 2011…

Resultados da Apple no período 2009 a 2011

Resultados Apple

Fonte: Relações com Investidores da Apple

Vote neste artigoVote neste artigoVote neste artigoVote neste artigoVote neste artigo
Loading...