Table Partners

Consultoria de estratégia e liderança

Maiores editoras do mundo se fundem


Duas das maiores editoras de livros de ficção – Random House e Penguin – anunciam fusão.

As duas empresas combinadas deterão aproximadamente 25% do mercado mundial de livros para consumidores em língua inglesa.

A Random House pertence ao grupo alemão Bertelsmann, que ficará com 53% da nova empresa. A Penguin pertence à inglesa Pearson, maior editora do mundo e proprietária, entre outras coisas do Financial Times e The Economist. A Pearson ficará com 47% da nova empresa.

Rupert Murdoch, dono da NewsCorp. (proprietária, entre muitos ativos, do The Wall Street Journal e da rede de TV Fox), provavelmente gostaria de ter feito parte do deal, porque há alguns meses fez oferta à Pearson para fundir a Penguin com sua HarperCollins.

Os grandes editores do mundo movimentam-se aceleradamente, para fazer frente à iminente revolução digital em seu negócio.

A CEO da Pearson, Marjorie Scardino, diz: “Juntas as duas editoras serão capazes de (…) ser mais audaciosas na tentativa de novos modelos de negócio, nesse mundo excitante e em rápida transformação, dos livros digitais”.

Comentaristas afirmam que o racional da fusão é dar aos antigos rivais mais recursos para investir em produtos digitais e mercados emergentes.

Para eles, mais oportunidades do que ameaças; para nós…

Essa revolução traz mais oportunidades do que ameaças para estes editores. Eles detêm os direitos de alguns dos autores/conteúdos mais vendidos no mundo, como por exemplo:  John Grisham e E.L. James (autor do best seller erótico “Cinquenta Tons de Cinza”), da Random, e Tom Clancy (“Caçada ao Outubro Vermelho”), da Penguin.

A pergunta é: se nós passarmos a ler livros de ficção em e-books como o Kindle, para que uma editora como a nova Penguin-Random House licenciará seus títulos para  editoras brasileiras? Ela mesma pode traduzir seu livro para o português e distribuí-lo aos brasileiros via Amazon/Kindle, iBooks/iPad, etc. sem ter que pegar um avião.

As editoras brasileiras que se cuidem.

Aliás, a Amazon já está no Brasil, com CEO novo, recém-contratado (ninguém menos do que o ex-CEO da Apple no Brasil). O caso é sério.

 

Vote neste artigoVote neste artigoVote neste artigoVote neste artigoVote neste artigo
Loading...
  • ELIAS GUTEMBERG DE NOVAIS

    Adorei a fusão…Sou escritor desde pequeno e nunca publiquei meus livros, agora no inicio deste ano, sofri um infarto e o susto foi grande, mas, despertei para antigos sonhos e com incentivo de meus 4 filhos e minha doce esposa, acordei para antigos sonhos e já estou até trabalhando em um novo trablho, um romance… E meu maior sonhe e de minha filha mais velha Rayssa(20 anos) é publicar um livro na inglaterra, seria a realização de meu e de nossos sonhos, por isso, se puderem me dar um chance de mostrar meu treabalho.
    Atenciosamente
    ELIAS GUTEMBERG DE NOVAIS
    elias.novais@hotmail.com