Table Partners

Consultoria de estratégia e liderança

Lessons in entrepreneurship from India

Com 1,2 bilhão de pessoas, qualquer número sobre a Índia nos impressiona.

Meu primeiro contato com a Índia aconteceu com colegas de escola. Trabalhei com um desses colegas no curso de empreendedorismo MGMT 801. Tínhamos obejtivos de carreira muito distintos. Eu, iniciando minha carreira de consultor em uma multinacional de management consulting. Ele, determinado a não voltar para a vida de executivo e tornar-se um empreendedor de sucesso. Concluído o MBA, eu voltei para consultoria. Ele fez o start-up da India Life.

Nosso projeto durante o curso foi o business plan de uma seguradora, a India Life. Inicialmente concebida para ser uma seguradora de vida e saúde, competindo com a empresa estatal que domina o setor na Índia. Esbarrando nos limites impostos pela regulamentação local, não conseguiu lançar a seguradora e converteu a empresa em uma prestadora de serviços para fundos de pensão. Não se pode dizer que a iniciativa tenha sido um fracasso. Em 5 anos, após enfrentar todas as dificuldades de um start-up, a empresa faturava USD 10 milhões de dólares por ano.

Manish Sabharwal, empreendedor

Anão ou Bebê?

Na visão do Manish Sabharwal, empreendedores criam dois tipos de empresa: uma anão ou um bebê. As duas empresas começam pequenas, mas enquanto a anã continua pequena, o bebê cresce e se torna um adulto. Ele atribui essa diferença não à quantidade de funding do start-up, mas ao DNA da empresa.

Assim, a India Life foi um anão. A sua segunda criação, a Team Lease, que já fatura 100 milhões de dólares após 5 anos, é um bebê.

Nesse post How Does Your Business Bloom? na Entrepreneur India, ele sintetiza as 5 lições que justificam a diferença.

As 5 Lições para Criar Empresas que Cresçam

  • Oportunidade: boas ideias e trabalho são essenciais, mas você não vai conseguir crescer o seu negócio além do potencial do mercado.
  • Equipe: em vez de tentar encontrar potenciais executivos ao acaso, identifique pessoas experientes e com um perfil de habilidades distinto que complemente as várias necessidades do seu negócio.
  • A cor do dinheiro: não se consegue montar um negócio sem dinheiro, mas tente trabalhar com parceiros que entendam que seu negócio não é uma apresentação de Powerpoint ou uma planilha. O caminho do sucesso não está definido e só será alcançado após vários testes, erros e aprendizados.
  • Organização: uma estrutura clara, com papéis definidos, um fórum adequado para resolver os conflitos e uma liderança preparada para fazer trade-offs fazem a diferença.
  • Risco e ambição: todo start-up é um salto no escuro. Defina seu objetivo e faça a diferença. Na sua analogia, saltar do décimo andar ou do quinquagésimo têm o mesmo efeito…

O Bebê

A empresa de staffing que ele chama de bebê, A Team Lease, gerencia mais de 75 mil profissionais prestando serviço para clientes na Índia.

Vote neste artigoVote neste artigoVote neste artigoVote neste artigoVote neste artigo
Loading...