Table Partners

Consultoria de estratégia e liderança

Por que o Facebook pagou US$ 1 bilhão pelo Instagram?

Recentemente, a ONU declarou que somos 7 bilhões de habitantes na Terra. Nem todos têm celular, por enquanto, mas o número de contas de celular ativas no mundo é de 6 bilhões, dos quais 1,2 bi usam Internet via celular, com a Ásia no top – China e Índia são os 2 países com o maior número de usuários, e Coréia do Sul e Japão lideram em conexões broadband via celular.

Os investidores de risco estão atentos. Em 2011, os fundos de venture capital colocaram 6,3 bilhões de dólares em iniciativas mobile, o que representou 42% dos investimentos realizados no ano. Graças ao ecossistema de pagamento envolvendo as lojas de aplicativos (AppStore da Apple e Android Market do Google), há uma infinidade de desenvolvedores que possuem uma possibilidade real de viabilizar modelos de negócio inovadores nos celulares. Alguns aplicativos acabam chamando a atenção dos players estabelecidos.

No dia 9 de abril, o Facebook anunciou a compra da Instagram (http://instagr.am/) por $1 bilhão de dólares, um site de filtros e compartilhamento de fotos e comentários. Na verdade, é uma rede social móvel centrada em fotos.

Entre as várias notícias que pipocaram desde então, o post do Om Malik no GigaOm foi um dos mais interessantes. Ele argumenta que enquanto o Facebook é uma empresa centrada em desktops, a Instagram desenvolveu um site de compartilhamento de fotos (o Facebook nasceu assim) focado no celular.

Se alguém instalou a primeira versão do Facebook para o iPad, é fácil compreender o comentário dele.

O Facebook comprou uma empresa que não possuia nenhuma receita e havia sido avaliada há um ano em $100 milhões. Mas estava crescendo rápido, com expectativa de alcançar em algumas semanas mais de 50 milhões de usuários (com o buzz da aquisição, talvez já tenha atingido essa marca). E o Instagram tem um público cativo, que adora a plataforma. Ainda no comentário do GigaOm, as pessoas “curtem” o Facebook, mas amam o Instagram.

Vejam o post do Mark Zuckerberg (no FB) sobre a aquisição:

“I’m excited to share the news that we’ve agreed to acquire Instagram and that their talented team will be joining Facebook.

For years, we’ve focused on building the best experience for sharing photos with your friends and family. Now, we’ll be able to work even more closely with the Instagram team to also offer the best experiences for sharing beautiful mobile photos with people based on your interests.

We believe these are different experiences that complement each other. But in order to do this well, we need to be mindful about keeping and building on Instagram’s strengths and features rather than just trying to integrate everything into Facebook.

That’s why we’re committed to building and growing Instagram independently. Millions of people around the world love the Instagram app and the brand associated with it, and our goal is to help spread this app and brand to even more people.

We think the fact that Instagram is connected to other services beyond Facebook is an important part of the experience. We plan on keeping features like the ability to post to other social networks, the ability to not share your Instagrams on Facebook if you want, and the ability to have followers and follow people separately from your friends on Facebook.

These and many other features are important parts of the Instagram experience and we understand that. We will try to learn from Instagram’s experience to build similar features into our other products. At the same time, we will try to help Instagram continue to grow by using Facebook’s strong engineering team and infrastructure.

This is an important milestone for Facebook because it’s the first time we’ve ever acquired a product and company with so many users. We don’t plan on doing many more of these, if any at all. But providing the best photo sharing experience is one reason why so many people love Facebook and we knew it would be worth bringing these two companies together.

We’re looking forward to working with the Instagram team and to all of the great new experiences we’re going to be able to build together.”

Vote neste artigoVote neste artigoVote neste artigoVote neste artigoVote neste artigo
Loading...
  • Michel Hannas

    O Facebook foi precificado a $38 agora à tarde. Alguém aposta em quanto vai chegar no fim de sexta? $60, $90? E daqui a um ano? Minhas apostas: sobe amanhã; cai daqui a um ano.