Table Partners

Consultoria de estratégia e liderança

Mulheres CEOs

Os últimos 50 dias têm sido o período mais turbulento e surpreendente da (curta) história das mulheres na liderança de grandes corporações americanas.

Yahoops!

Carol Bartz

Em 6 de setembro o Board do Yahoo demitiu – por telefone – a CEO da empresa, Carol Bartz.

Bastante agressiva, Bartz assumiu a presidência prometendo realizar um turn around na empresa. Trinta e dois meses depois, desgastada com a equipe e com sócios estratégicos Bartz deixou a empresa sem resultados significativos para mostrar. Desde que assumiu o negócio, o tempo médio gasto por visitantes dos sites Yahoo caiu 33%. Nas oito semanas, desde sua demissão, a ação do Yahoo subiu mais de 20%.

A última  tendência tecnológica

Ginni Rometty

Este mês foi a vez da centenária IBM (18a. das Fortune 500) anunciar que, em janeiro, seu CEO será sucedido, pela primeira vez, por uma mulher – Ginni Rometty.

Para o bem ou para o mal, as empresas de tecnologia parecem particularmente inclinadas a promover mulheres para a posição de topo.

Estranhos casos de amor e ódio na HP

Meg Whitman

Entretanto, de todas as empresas, sejam de tecnologia ou não, nenhuma tem uma relação mais tumultuada com mulheres no comando do que a HP – que também empossou uma CEO, neste último mês de setembro.

Meg Whitman – ex-CEO da eBay, de 1998 a 2008 – não é a primeira mulher a comandar a HP.

Ela sucede o “desastrado” Léo Apotheker (movimento previsto em um de nossos artigos). Apotheker, por sua vez, sucedeu (por apenas um ano) um mandato interino (dois meses) da CFO Cathie Lesjak como CEO.

Lesjak assumiu a turbulenta cadeira de comando da HP quando Mark Hurd foi demitido do cargo em meio a um escândalo de assédio sexual e conduta anti-ética.

Hurd assumiu o cargo de CEO em março de 2005 e, em setembro de 2006 (setembro parece ser um mês portentoso para a HP), tornou-se também presidente do Conselho – sucedendo uma mulher – em meio a um escândalo de espionagem:

Patricia Dunn

Em 5 de setembro de 2006 a revista Newsweek revelou que Patricia Dunn, presidenta do Conselho, e Ann Baskins (VP Jurídica) haviam contratado investigadores para espionar outros membros do Conselho, além de nove jornalistas de veículos como New York Times e Wall Street Journal. O caso rendeu uma investigação por uma comissão do Congresso americano.

Quando assumiu o cargo de CEO, Mark Hurd sucedia a primeira mulher a assumir a presidência de uma das 20 maiores empresas americanas: Carly Fiorina. Até hoje foi também a mais polêmica.

Carly Fiorina

Nos quatro anos em que Carly Fiorina comandou a HP, de julho/99 a fevereiro de 2005, o valor da ação da empresa caiu para menos da metade enquanto sua concorrente, Dell, assumia a liderança do mercado de PCs. Sua decisão de fundir a empresa com a Compaq além de não produzir resultados, levou a um litígio judicial e ao afastamento de Walter Hewlett (filho do fundador William Hewlett) do Conselho da empresa.

Em maio de 2009 a revista  Condé Nast Portfolio incluiu Fiorina entre “Os 20 Piores CEOs Americanos de Todos os Tempos“.

O problema não é o sexo da escolhida, mas a qualidade da escolha

Ann Livermore

Durante todo este drama a HP teve uma forte alternativa interna ao cargo de CEO: Ann Livermore.

Ann entrou na HP em 1982, diretamente do MBA. Em 1995 chegou ao cargo de VP e esteve três vezes na ‘short-list’ para tornar-se CEO: na primeira foi preterida pela contratação externa de Carly Fiorina; na segunda pela contratação, também externa, de Mark Hurd; na terceira – adivinhe! – pela contratação externa de Apotheker.

Até junho deste ano ela liderava a maior divisão da HP, responsável por 50% das receitas da companhia – US$ 60 bi. Quando assumiu o negócio, em 2004, ele faturava US$ 30 bi.

Em 14 de junho Apotheker decidiu afastá-la da liderança de sua unidade de negócio, porque as receitas de serviços, sob seu comando, haviam crescido pouco (1%) nos 12 meses anteriores. Com 29 anos na empresa, Livermore era a executiva mais antiga na liderança da organização.

Hoje ela ocupa um assento no Conselho.

 

 

Vote neste artigoVote neste artigoVote neste artigoVote neste artigoVote neste artigo
Loading...