Table Partners

Consultoria de estratégia e liderança

O fim de uma era

Nessa quarta-feira, 26 de maio de 2010, a Apple ultrapassou a Microsoft como a empresa de tecnologia de maior valor no mundo.

Segundo o New York Times, as ações da Apple valiam, ao final do pregão de ontem, US$222.12 bilhões, enquanto as da Microsoft valiam US$219.18 bi. A única outra empresa americana de maior valor é a Exxon Mobil, com US$278.64 bi de capitalização.

O valor atribuído por Wall Street à Apple é essencialmente uma aposta em seu futuro, porque todos os indicadores da Microsoft são melhores:

  • A Microsoft fatura US$58.4 bi, enquanto a Apple fatura US$42.9 bi.
  • O lucro da Apple em 2009 foi de US$5.7 bi; o da Microsoft, US$14.6 bi.
  • A Microsoft tem mais caixa e aplicações financeiras (US$39.7 bi versus US$23.1 bi da Apple)

“Wall Street decretou o fim de uma era e o início da próxima: o produto tecnológico mais importante não está mais sobre a sua mesa, mas em sua mão.”

— The New York Times, 26/maio/2010

O que sua empresa tem a ver com isso?

Seu mercado provavelmente tem um grande líder como referência. Se sua empresa é a líder, eu proponho que você reflita sobre as seguintes questões:

  • Você acha que Wall Street atribuiria um valor maior do que o de sua empresa a um de seus concorrentes menores?
  • O que um concorrente menor teria que fazer para ser a grande aposta do futuro e deixar a sua empresa numa situação de “líder do passado”? Qual de seus concorrentes seria o candidato natural a realizar esse movimento?
  • Sua empresa explora a força que tem, formatando o mercado e atendendo os clientes a seu gosto, ou sua energia é gasta em estar sempre um passo à frente do cliente?
  • Seus produtos são o que o cliente é forçado a comprar ou o que ele sonha em comprar? Se o seu concorrente que oferece o produto mais admirado pelo mercado reduzir o preço abaixo do seu, como sua empresa reagiria?

Se sua empresa é menor do que o líder, considere:

  • Se algum outro concorrente menor subitamente conseguir encantar os clientes, o que mudaria no mercado? O que sua empresa poderia fazer para ser esse concorrente menor?
  • O que mais incomoda os clientes, no produto e na conduta do líder? Por que, então, eles não correm para comprar da sua empresa? O que sua empresa precisaria fazer ou mudar, para tornar-se a alternativa ideal ao líder?
  • Sua empresa bate de frente com o líder, oferecendo exatamente o mesmo produto dominante do mercado? O cliente vai comprar esse produto para sempre? Quando todos estiverem consumindo esse produto, qual será a  próxima grande oferta? Sua empresa pode ser sinônimo do produto do futuro? Alguém de fora da sua indústria poderá fazer isso?
  • Seu concorrente-líder é repleto de legacies – sistemas/tecnologia, redes de distribuição, base de clientes, estrutura de produção – que impedem a maioria das possibilidades de movimento/mudança. Sua empresa está explorando isso? Ela está fazendo aquilo que o concorrente não pode ou tem medo de fazer?
Vote neste artigoVote neste artigoVote neste artigoVote neste artigoVote neste artigo
Loading...