Table Partners

Consultoria de estratégia e liderança

Um ano entre os 10 mais vendidos… e de graça na Web

TheGraveyardBookTwit de Neil Gaiman, sobre seu best-seller, The Graveyard Book, ao completar 52 semanas na lista dos 10 mais vendidos, do New York Times:

neilhimself : A year after the Graveyard Book came out, the whole thing is still up for free online at http://bit.ly/45BWh & it’s still a bestseller.
4:13 PM Oct 1st from TweetDeck

Mais uma prova (como se já não houvesse suficientes) de que, até o momento, a Internet não “devora” outras mídias.

Tudo isso pode mudar se as pessoas adquirirem o costume de lerem livros em leitores digitais, como o Kindle.

Vote neste artigoVote neste artigoVote neste artigoVote neste artigoVote neste artigo
Loading...
  • Fernando Costa

    Caríssimo Mauro,

    O “economics” de livros em papel, não é muito favorável aos editores. (Custo unitário alto para tiragens pequenas por edição + armazenagem + alto custo para distribuição).
    Portanto, a chegada dos e-readers, pode propiciar uma equação de custos mais justa,com menos riscos, onde os editores podem até ganhar mais do que na versão papel. Pode ser uma boa mudança.
    O que você acha?

    Abração

    Fernando Costa
    por unidade vendida do que hoje com o papel.

  • M Mello

    Sem dúvida, Fernando!

    O livro, em sua encarnação (ou “encadernação”, como gostávamos de brincar e, subitamente, passa a fazer sentido) eletrônica pode ser vendido a um preço tão mais baixo e, por outro lado, os leitores digitais deverão ficar tão melhores (e também mais baratos), com o passar do tempo, que eu não tenho dúvida: uma enorme parcela do mercado leitor/editorial de livros migrará para os futuros “kindles”, a longo prazo.

    Num mundo assim, o Gaiman (e seu editor) terão que tomar um pouco mais de cuidado, quando disponibilizarem o conteúdo do livro na Web. O que a Amazon, por exemplo, já faz: você pode percorrer páginas do conteúdo de muitos livros, na loja online, sem conseguir copiar nem baixar nada do que está lendo (de forma prática – que dá, dá; mas vale mais a pena comprar o livro).

    Em compensação, o Gaiman vai poder colocar um botão nas páginas do livro dele, online: “Quer download esse livro para ler mais confortavelmente, no seu e-reader? Clique aqui. Apenas US$9,00!”.

    Que maravilha para ele e para nós, não?

    Ah! E as árvores e o planeta também agradecem…

    Um abração, do
    Mauro Mello

  • Pingback: Best-seller antes de publicado » Table Partners()