Table Partners

Consultoria de estratégia e liderança

Ram Charan – Boards That Deliver

Nos últimos dez anos a quantidade de livros sobre Conselhos e Governança Corporativa explodiu. Em meio a tantas referências, qual é a melhor leitura, para identificar ações práticas, que transformem o Conselho em um alavancador de competitividade e dos resultados da empresa?

boards that deliver

O impacto do escândalo da Enron, de outubro de 2001, pode ser medido pela diferença entre os dois livros de Ram Charan sobre o tema Conselhos de Administração.

Seu primeiro livro – ‘Boards At Work’, de 1998 – como a maioria das publicações da época, é pouco mais do que um apanhado de boas práticas, a serem copiadas de (supostamente) bons Conselhos – uma abordagem pouco eficaz, considerando-se que, no ano anterior ao escândalo da Enron, a revista Chief Executive Magazine incluía a empresa entre os cinco melhores Conselhos dos EUA.

Em 2005, ano em que Charan publica seu segundo livro sobre Conselhos, a situação era muito diferente. O mundo havia desenvolvido um saudável ceticismo sobre o valor agregado pela maioria dos Boards a seus acionistas e à sociedade em geral. ‘Boards That Deliver’ é substancialmente melhor do que ‘Boards at Work’ e deve muito, tanto à maior experiência acumulada pelo autor, quanto à revelação pública da realidade da maioria dos Conselhos, resultante dos estudos e investigações oficiais americanas e inglesas, sobre os vários casos que sucederam a Enron.

Três Pilares

‘Boards That Deliver’ desenvolve-se em torno dos três pilares que, na visão de Charan, caracterizam um Conselho que agrega valor:

  • A dinâmica do grupo: como o time trabalha junto e quanta sienergia surge da combinação de seus talentos.
  • A arquitetura da informação: informação relevante que poucos Conselhos costumam receber e analisar, especialmente aquelas que vão além do Balanço e do Demonstrativo de Resultados do último período..
  • O foco em questões relevantes, ao invés de desperdiçar a atenção do Conselho em minúcias e aspectos processuais da governança.

Contribuição relevante

Entre as contribuições relevantes, que um Conselho eficaz deve aportar à empresa, Charan destaca, em capítulos específicos:

  1. Escolha do CEO correto e condução de sua sucessão
  2. Avaliação periódica e remuneração do CEO
  3. Construção e revisão periódica da estratégia da empresa, ao invés de esperar que o management proponha uma estratégia.
  4. Monitoramento e gestão do “estoque de talentos de liderança” da empresa – sucessores das posições críticas, processo de avaliação periódica, processos de contratação e demissão, etc.
  5. Monitoramento da saúde financeira, do desempenho de mercado e dos riscos da organização

Finalmente, Charan também cobre o tema da operação do Conselho, com ênfase nos papéis mais importantes a serem preenchidos, no time, e na importância de fixar metas para o próprio Conselho e avaliar, anualmente, seu desempenho no atingimento dessas metas, o que pode levar, eventualmente, à decisão de trocar alguns de seus membros.

Empresas que desejam obter retorno dos gastos que realizam com seus Conselhos, e conselheiros que desejam contribuir concretamente para o sucesso de suas empresas, tirarão idéias e ações práticas, de aplicabilidade imediata, de ‘Boards That Deliver’.

Vote neste artigoVote neste artigoVote neste artigoVote neste artigoVote neste artigo
Loading...